Bruno Augusto Valverde Marcondes de Moura
Caminhada, poesia, ecologia e geografia. Uma trincheira de luta contra a crise civilizatória.
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

Pobre Diaba

Pobre Diaba
Culpa que aprisiona
Seu fogo não queima
Sua água não molha
Sua voz não fala
Seus olhos não vêem
Sua boca não beija
Sua mão não abraça
Seu sentido é sem direção
Seu sentimento não sente
Sua música não canta
Seu grito não cala
Vai cair no esquecimento
Vai cair de podre



 
Bruno Valverde
Enviado por Bruno Valverde em 16/01/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários